Vitrine

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Trembita

Trembita



Trembita (Ucraniano: Трембіта, Romeno: trâmbiță) é um instrumento tubular feito de madeira. Assemelha-se às trombetas medievais retas, de latão, usadas nas cortes para anunciar eventos importantes, porém muito maior, pois mede 2,5 a 3 m de comprimento, e chega a ser ouvido a 10 km de distância. Os Hutzules usam-na para anunciar festas e outros eventos.





Trembita Ã© ucraniana, polonesa, eslovaca e romena feita de madeira. É usada principalmente por moradores das montanhas conhecidas como Hutsuls e Gorals nos Cárpatos, foi usada como dispositivo de sinalização para anunciar mortes, funerais, casamentos. O tubo é feito de um pedaço longo e reto de pinheiro ou abeto (de preferência um que tenha sido atingido por um raio), que é dividido em dois, a fim de esculpir o núcleo. As metades são mais uma vez juntadas e, em seguida, envolvidas em casca de bétula ou anéis de vime. É também usada por pastores para sinalização e comunicação nas montanhas florestadas e para orientar ovelhas e cães.



Trembita tem um timbre que é muito mais brilhante do que o do Alpenhorn devido a seu furo estreito e flare muito menor. Trembita não tem aberturas laterais e, portanto, tem uma série pura harmônica natural do tubo aberto. Os harmônicos superiores são mais facilmente obtidos por causa do pequeno diâmetro do furo em relação ao comprimento. As notas da série harmônica natural se sobrepõem, mas não correspondem exatamente, às notas encontradas na escala cromática familiar no temperamento ocidental padrão. Mais proeminentemente dentro da faixa da Trembita, os harmônicos 7 e 11 são particularmente perceptíveis porque eles caem entre notas adjacentes na escala cromática.




Referências:
Humeniuk, A (1967). Ukrainski narodni muzychni instrumenty. Kiev: Naukova dumka.
Mizynec, Victor (1987). Folk instruments of Ukraine. Doncaster: Bayda Books. ISBN 0-908480-19-9. OCLC 19355447.

Cherkasky, Leonid Musiiovych (2003). Ukrainski narodni muzychni instrumenty. Kiev: Tekhnika. ISBN 966-575-111-5. OCLC 56112444.


Deixe seus comentários, compartilhe este artigo!


⬛◼◾▪ Social Media ▪◾◼⬛
• FACEBOOK • TWITTER • INSTAGRAM  • TUMBLR   GOOGLE+   LINKEDIN   PINTEREST


⬛◼◾▪ Blogs ▪◾◼⬛
• SFE®  • SFE Tech®  • SFE Terms®  • SFE Books®  • SFE Biography® 

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Buben

Buben



Espécie de pandeiro que, juntamente com o Violino e o Cymbaly constituem a Música Troísta, também presente na vida de cada ucraniano.

O Buben é um instrumento musical de percussão de mão na forma de uma estrutura redonda bastante estreita com uma membrana geralmente de couro cru ou de material sintético esticado em um dos lados. Dentro do quadro pode haver pequenos sinos, bem como pares de jingles em slots do quadro. Vários povos têm tambores similares ao Buben: Doira de Uzbek, do arménio do Azerbaijani e do Tajik, Tambourines dos shamans com um punho longo espalhado em Sibéria e no Extremo Oriente.

Muito se escreveu sobre os pandeiros dos xamãs e gostaríamos de abordar a história do Buben na Rússia. Desde tempos imemoriais, os eslavos orientais usaram Bubens. Estes poderosos instrumentos foram explorados mais amplamente pelos guerreiros e skomorokhs (menestréis, vagabundos ou palhaços). Naquela época, todos os tipos de instrumentos de percussão com tambores eram chamados de Buben.

Quando as crônicas russas referem-se a Buben, também pode ser entendido como o instrumento que mais tarde veio a ser chamado Baraban (ou seja, tambor em inglês). Uma das observações mencionando Buben com Trompetes como instrumentos de música militar remonta ao século 10 (a década de 960) e é parte da descrição da campanha do príncipe Svyatoslav Igorevich. O número de bubens no exército determinou sua quantidade e força. Bubens serviu como um sinal de honra e os bateristas estavam no comando direto das cabeças dos destacamentos.

Buben militar era um caldeirão com uma membrana de pele esticada sobre ele. Nos velhos tempos um chicote com uma bola tecida no final era usado para bater os tambores. Os Bubens militares eram usados ​​tanto pela infantaria quanto pela guarda. Haviam dois tipos deles: Tocsin e Tulumbas. Supõe-se que Tocsins russos eram de tamanho enorme, eram utilizados quatro cavalos para transportar um deles. Oito bateristas ao mesmo tempo produziam o som, ou para ser mais exato, o trovão. Com a ajuda de sinais predefinidos dos Bubens, as tropas russas puderam se comunicar entre si, percebendo vários comandos. Durante a batalha os tambores acompanhados com trombetas e surnas executaram um chocalho emocionante para assustar o inimigo. Em dias posteriores os Bubens vieram a ser amplamente utilizados pelos skomorokhi (menestréis, vagabundos ou palhaços) e domadores de urso. O Skomoroch Buben parecia mais com um pandeiro moderno. Era uma moldura redonda de madeira, com um tambor de pele e pequenos 'tinires' de sinos. A membrana era agora batida com dedos e mãos. Naquele tempo os tocadores de tambourine frequentemente executavam junto a Balalaika ou do Acordeão ou acompanharam simplesmente o canto de canções delicadas. Além disso, Buben foi usado como um instrumento solo. O desempenho deste instrumento foi descrito como: "Os virtuosos folclóricos que tocam Buben fazendo todo tipo de truques: atirá-lo para cima e pegá-lo no ar, tocando-os em seus joelhos ou cabeça ou queixo ou nariz, batendo com as mãos, cotovelos, e dedos". O Buben foi espalhado extensamente pela Ucrânia e Byelorussia, onde foi usado em sua maior parte na música e dança. Hoje em dia alguns músicos folclóricos ainda tocam este antigo instrumento de incrível impacto emocional, mas ele tem encontrado grande aplicação em orquestras de instrumentos populares russos.



Deixe seus comentários, compartilhe este artigo!


⬛◼◾▪ Social Media ▪◾◼⬛
• FACEBOOK • TWITTER • INSTAGRAM  • TUMBLR   GOOGLE+   LINKEDIN   PINTEREST


⬛◼◾▪ Blogs ▪◾◼⬛
• SFE®  • SFE Tech®  • SFE Terms®  • SFE Books®  • SFE Biography®